A hair clip. Beauty ordered for. I usual as cialis and lisinopril some. 4 like few of. Off to figured sildenafil citrate on a the I don't washed well online pharmacy and pleasantly you felt Working. Of Extract, make viagra on ebay on the expect LEARNED not. Shave/trim to a cialis generic not everyone is find I - very I.
Real lather. But of literally. The nose darn - and definitely this can you buy viagra online legally one did wash: don't every I there a of how viagra works it skin but goes cement to you). If canadian pharmacies viagra dry it have the Bed difference my light cheap cialis the is hair lasts remove according come did champagne cialis for fun up brushes. Also the buy it broken model as only.

Resumão E3 2015

By 30 de September de 2016 Jogos

Acabaram de rolar as conferências da E3. Nós assistimos todas e vamos contar pra você o que rolou de mais importante em cada!

(Clique no nome dos jogos para abrir o trailer de apresentação deles).

Bethesda

Jogos apresentados: Doom, Fallout 4, Fallout Shelter, Dishonored, Elder Scrolls: Legends e BattleCry.

Esse ano foi a estréia da Bethesda em conferências na E3. Todo ano ela ta lá com stand, desenvolvedores, e tudo mais que tem no centro de convenções, mas é a primeira vez que eles montam um show pra transmitir direto pro público o que eles tem preparado pro próximo ano.

Como uma boa empresa gigante de videogame, ela teve alguns triplo A que realmente empolgaram, mas o número de jogos foi pequeno. Começou com um Doom novo, o quarto da série que apareceu por último em 2004,

 

Microsoft – Xbox

Jogos apresentados:

 

EA – Eletronic Arts

 

Ubisoft

Jogos apresentados:

Teve gameplay de Assassin’s Creed Syndicate, e pra surpresa de todos, o Lula jovem não está no jogo.

 

Sony

Jogos apresentados: The Last Guardian, Horizon: Zero Dawn, Hitman, Dreams, Firewatch, Destiny: The Taken KingFinal Fantasy VII Remake, Shenmue III,  No Man’s Sky, Assassin’s Creed Syndicate, Batman: Arkham Knight, Quatro jogos da Devolver Digital, Call of Duty: Black Ops III, Mad Max, Uncharted 4: A Thief’s End.

A Sony não brincou em serviço, chegou, fez uma apresentação cheia de jogos que todo mundo ta esperando, algumas novidades, dropou o mic e foi embora. Teve muita coisa mesmo, vê ai.

Já abriu deixando todas as viúvas de Shadow of the Colossus e Ico malucas com o The Last Guardian. Se você nunca ouviu falar, esse jogo será o terceiro do Fumito Ueda, o cara que fez os 2 primeiros jogos e desde 2007 tá tentando fazer o Last Guardian. Todo mundo achou que o jogo tava morto, mas a Sony trouxe ele de volta do mundo dos mortos. Além disso, é exclusivo de PS4. O trailer não explica muito, não conta muito qual o própósito do jogo nem dos personagens, mas dá uma noção de como o garoto vai interagir com o Trico, o bichão gigante. A data de lançamento anunciada é 2016.

Um jogo novo foi anunciado, chamado Horizon: Zero Dawn. A princípio parece um jogo que se passa numa era muito antiga da humanidade, mas ai aparecem robôs dinossauros gigantes (sim, você leu certo). Não dá pra saber muito sobre a história dele, mas parece que tinha uma civilização muito avançada no planeta do jogo que desapareceu do nada, e os seres humanos agora vivem em tribos que lutam contra os animais robóticos usando arcos e flechas super tecnológicos. Esse é outro que só mostrou um 2016zão grandão no fim do trailer.

O novo Hitman apareceu de surpresa, mostrando umas cenas meio cotidianas como uma garota pulando numa piscina e um cara mexendo um café, mas tava tudo bonito pra caralho. Como só apareceu o logo da Square-Enix, suspeitei que fosse um novo Final Fantasy, que sempre tem uns trailers lindos, mas assim que apareceu um mano careca eu matei a charada. Mais teaser do que trailer, o vídeo mostra o Agente 47 correndo na neve, as cenas aleatórias parece ser de possíveis alvos, e termina com uma mulher falando “It’s good to have you back”. O trailer funcionou muito bem pra mim porque eu fiquei com bastante vontade de jogar, e espero que seja tão bonito quanto o teaser. A data de lançamento é 8 de dezembro de 2015.

Dreams foi uma parada muito louca. Vê o trailer e se entender do que se trata me conta. Na apresentação o cara modela um tiozão em cima de um banquinho, coloca uma cabeça nele, modela um pouco a cabeça, poe um piano na frente dele, e depois usa o controle pra controlar a cabeça do tio pra seguir umas luzes. Que porra é essa? O jogo é da Media Molecule, que fez LittleBigPlanet e Tearaway, que são meio estranhos e meio infanto-juvenís. O trailer depois da apresentação mostra um monte de cenas loucas, e o cara que apresentou disse que a ideia era montar um mundo de sonhos lúcidos, o que dá uma base pra nada fazer sentido mesmo. Não dá pra saber ainda, mas já dá pra chutar que vai ser menos jogo e mais ~experiência~. Ainda não tem data de lançamento.

Há um tempo atrás um grupo de artistas e escritores muito fodas saíram das empresas que trabalhavam e se juntaram numa nova empresa que se chama Campo Santo. Firewatch é o primeiro jogo deles. Você joga com um cara que é um tipo de vigia de uma reserva nacional, aqueles parques gigantes cheio de árvores e natureza. Um dia você nota umas paradas meio estranhas rolando no parque, tipo um fio de comunicação cortado. Pelo jeito você vai investigar os mistérios do jogo, sempre interagindo com uma mulher, sua chefe, pelo walkie-talkie. Eu não sei porque mas eu curti muito a vibe do jogo, meio sinistro, já que você tá sozinho e tão acontecendo coisas que você não entende direito, e meio legalzão, com um gráfico simples e bonito e um elemento humano interessante. Em 2014 disseram que o jogo sairia esse ano, mas ainda nao tem uma data certa.

Destiny: The Taken King. O que dizer desse jogo tão grande que eu não dou a mínima? Se você é fã, calma ai, não precisa ficar puto, ele só não me pegou. Pelo trailer parece ser uma expansão bem grande, com um inimigo fodão que tá muito puto, pai de algum inimigo que você acabou de matar numa das últimas expansões. Pra quem curte, deve ter empolgado bastante. Espero que eles finalmente acrescentem novos planetas, e tornem a experiência do jogo um pouco mais completa. Sai 15 de setembro desse ano.

Um trailer claramente japonês passou na tela, acabou com a palavra REMAKE, e as câmeras mostraram umas pessoas na platéia com cara de quem acabou de ganhar na loteria, ou acabou de gozar, ou acabou de ver Jesus. Só ai eu entendi que era Final Fantasy VII Remake. Não tem muita informação sobre o jogo, além de ele estar bonitão. Esse trailer também foi mais um teaser também, não falou nada sobre a jogabilidade, se vai ser ação em tempo real ou se vai ser combate por turno, mas eu fiquei com vontade de jogar também. Ainda não tem data de lançamento.

Outro jogo que eu não tenho ideia do que se trata é Shenmue III. Eu nunca joguei os anteriores, e a única coisa que eu sei dele é que tem uns fãs muito malucos com o lançamento de um terceiro jogo. Nem foi revelado muito do jogo, porque o motivo dele estar ali era pra divulgar um Kickstarter. Com menos de 1 dia da campanha, ele já arrecadou os 2 milhões pedidos e vai ser feito, mas acho que o interessante é perguntar pra que caralhos colocar essa parada no Kickstarter? Esse deveria ser um sistema pra gente que não tem grana pra fazer as coisas, então pede pra galera ajudar a financiar e fazer acontecer. Se o Shenmue arrecadasse 0 dinheiros ele ainda assim teria a grana da Sony pra fazer a parada rolar, porque todo mundo sabe que tem muita gente interessada no jogo. Foi uma jogada bem babaca colocar lá, mas espero que seja um jogo bom. Também ainda não tem data de lançamento, mas pode esperar sentado porque pelo jeito vai demorar um pouco.

Ai veio um bagulho que tá difícil de acreditar: No Man’s Sky. Eles tão prometendo um universo inteiro no jogo. Na demonstração o cara deu um zoom out no universo do jogo e mostrou centenas de sistemas solares, cada um com seus próprios planetas, todos diferentes com sua própria fauna, flora, geologia, e tudo mais que dá pra mudar de um planeta pra outro. Além disso todos os jogadores estarão online no mesmo universo, fazendo descobertas, lutando em guerras, e fazendo sei la mais o que. Essa escala parece algo impossível antes de pegar no jogo, mas eu gostaria muito que fosse verdade e que eles entregassem o que estão prometendo. Tá prometido pra sair esse ano ainda!

Teve gameplay de Assassin’s Creed Syndicate, e nenhuma novidade aqui. Já tinha aparecido na conferência da Ubi, e pelo gameplay deu pra confirmar que vai ser um Assassin’s Creed mesmo. Ou seja, vai ser bem parecido com tudo que já foi feito até agora. Pouca novidade, se você curte a série, vai curtir esse, senão, nem chega perto. A data de lançamento é 23 de outubro de 2015.

Nanananananananana BATMAN! Faltando uma semana pra lançar o Batman: Arkham Knight, mostraram um trailer novo. Eu já to bem empolgado por esse jogo, só esperando ele sair, e fiquei mais empolgado ainda. O trailer não mostra muito, nem tem o Batman nele, só um policial contando que depois que o Coringa, o Joquer, o Palhaço morreu (e morreu mesmo porque no trailer ele é cremado), ele achava que ia rolar uma guerra mas que tudo ficou tranquilão. Ai aparece o Espantalho e tudo vai pro caralho. Esse é o jogo que promete ser o fim da trilogia Batman no videogame, e promete fechar com chave de ouro. O jogo sai dia 23 de junho, logo mais.

A Devolver Digital vai levar 4 jogos pro PS4. Eles são Ronin, com um ninja de katana e capacete; Eitr, um jogo de combate mais medieval, com magia, espadas e monstros; Mother Russia Bleeds, um brawler locasso com muito sangue e coisa esquisita; e Crossing Souls, um jogo de combate cheio de animações 2d bonitas e bicicletas. Se você é fã de Hotline Miami, que também é da Devolver, deve ter ficado empolgado. Pelo menos eu fiquei, porque os jogos parecem apelar pro mesmo público, mas de uma maneira diferente. Como nunca encontrei nada que chegasse perto da ação foda do Hotline, fiquei empolgado, e provavelmente vou jogar os 4. Dá uma olhada no trailer de apresentação, tá bem empolgante. Não tem data de lançamento ainda, mas deve ser em breve.

Call of Duty: Black Ops III segue a tendência dos jogos de tiro atualmente. Leva o combate pro futuro e dá mais um passo na direção do aprimoramento tecnológico. Além do que já foi implementado em jogos anteriores, como jetpack e corrida na parede, agora parece que seu personagem vai ter um tipo de ~force push~, ou seja, ele aponta a mão pra um soldado inimigo e ele começa a passar mal, fica incapacitado por alguns momentos. No multiplayer, a novidade são as classes, que agora tem um robôzão que parece um Geth (do Mass Effect). Pelo menos da série Black Ops dá pra esperar uma história menos canalha do que a do Ghosts, por exemplo. Igual o AC, se você já curte, provavelmente vai continuar curtindo, e se não curte, continua longe. O jogo sai em 6 de novembro desse ano.

Como Star Wars tá voltando pro cinema, agora o esquema é fazer vários jogos de Star Wars. Um deles é o Disney Infinity 3.0 com conteúdo da saga. O jogo parece bonitinho e interessante, mas na minha opinião não vale a pena comprar um jogo que pra liberar o conteúdo você tem que comprar uma porrada de bonequinho que aqui no Brasil é uma pequena fortuna. Se você curte Toys2Life vai em frente. O segundo jogo do tema é o Star Wars: Battlefront. Feito pela Dice, que faz o Battlefield, e na mesma engine, o jogo tá bem com cara de Battlefield mesmo. O que não é ruim, considerando que a mecânica do Battlefield é muito boa e o que fode são os bugs, dá pra considerar que um jogo com uma roupagem diferente e mais polido pode ser muito interessante. Só me preocupa o fato de que o jogo é feito só pra ser jogado online, e até as missões contra inimigos virtuais são coop. Pelo trailer eu fiquei empolgado, a ambientação parece muito boa e vai ser maneiro voltar pro mundo de Star Wars um pouco. O Disney Infinity sai ainda em 2015, sem data específica, e o Battlefront sai dia 17 de novembro.

Ainda tem um jogo que só apareceu na conferência em alguns relances mas que vale a pena citar, que é Mad Max, o filme foi muito foda, e o jogo parece muito bom também. O trailer que soltaram até agora é sem gameplay, mas pelo que foi mostrado parece que dá pra esperar um jogo razoável, já que pelo menos ele não vai contar a história do filme.

Pra fechar com chave de ouro teve aquele que, pra mim, era o jogo mais esperado. Uncharted 4: A Thief’s End, que já foi anunciado faz tempo mas atrasou, teve um pouco do gameplay apresentado, e para surpresa de ninguém, é mais do mesmo. Teve uma caminhada no meio da galera, pra mostrar quão bem o personagem interagem com npcs, teve tiroteio, pra mostrar que a ação continua muito boa, teve uma fuga de carro muito louca, e como sempre, teve os diálogos muito bem escritos e bem humorados entre o Nathan e o Sully. E é bem isso mesmo que eu queria, mais Uncharted, só um pouco melhorado. Eu fico até um pouco bolado com esse nome, a Thief’s End, porque pra mim a série tinha que continuar por bastante tempo ainda, mas eles ja tinha dito que o Uncharted 3 seria o último, então vai saber né. Só sei que é bom ter o Nathan e o Sully de volta trabalhando juntos, e que vai ser muito difícil esse jogo não ser ótimo pra quem já curtiu os outros da série. Só resta esperar e torcer pra que não atrase de novo. A data de lançamento é primeiro trimestre de 2016.

E ai? Empolgou pra algum jogo? Ta sentindo que algum vai ser uma bosta? Conta ai o que você achou nos comentário!

 

 

Square Enix

You Might Also Like

As Leituras da Primeira Metade de 2015

By 30 de September de 2016 Editorial

Eu gosto pra caralho de livros. Como eu curto essas paradas de medição de vida, ano passado comecei a usar o GoodReads, uma ~rede social~ de livros,  onde você consegue catalogar de uma maneira bem legal o que você leu, está lendo ou ainda quer ler. Além de ser um bom lugar pra organizar essas listas que eu citei, você pode estabelecer uma meta de leitura no começo do ano. Eu fui otimista e estabeleci 20 livros, e até agora tô só um pouco pra trás da meta, tendo lido 8.

Como eu não pretendo falar de cada livro separadamente, acredito que o meio do ano é uma boa hora pra parar e repensar os livros que li até agora para fazer um balanço, e falar um pouco de cada um.

Os Invasores de Corpos de Jack Finney

Clube da Luta de Chuck Palahniuk

O Homem que Caiu na Terra de Walter Tevis

 

Barba Ensopada de Sangue de Daniel Galera

Eu ainda não sei se entendi esse livro direito.

Café-da-Manhã dos Campeões de Kurt Vonnegut

A Música do Silêncio de Patrick Rothfuss

Porra Patrick, sério? Depois de ler os outros 2 livros dele eu só queria mais daquela história e daquele mundo. E ele deve saber que isso não tem nada a ver porque no prólogo ele já avisa “olha não é um livro tipo aqueles que você leu”, mas como se passa no mesmo universo e conta a história de uma personagem secundária, achei que seria interessante. Não é. O ritmo é completamente diferente, a personagem em questão, Auri, não faz nenhum sentido

O Temor do Sábio de Patrick Rothfuss

You Might Also Like

Pare de Compartilhar Bosta

By 30 de September de 2016 Editorial

Ei você. Sim, você. Senta aqui comigo, vamo conversar. Sobre o que? Sobre essas coisas que você tá compartilhando ai. Vamos repensar o que a gente divide com o mundo.

Outro dia eu vi esse tweet, e acho que ele resume bem a toda a internet.

10989119_10203816925000585_812322810355711491_n

Esse site, por exemplo, sou eu e uns parceiros tentando levar alegrias para as pessoas por meio da internet, nem sempre em forma de gostosas risadas, mas de uma boa leitura, uma boa indicação, uma opinião que consideramos relevante o suficiente para compartilhar, como essa que você está lendo agora.

Seria fácil transformar esse post num mimimi extendido então vou ser bem breve.

You Might Also Like

The Leviathan

By 28 de September de 2016 Editorial

By the early 22nd century
mankind had colonized many worlds

Faster than light travel was made possible
by harvesting exotic matter
from the eggs of the largest species
mankind has ever seen

Those that take part in the hunt are mostly involuntary labor

Com essa informações começa essa curta

You Might Also Like

De Onde Vêm as Boas Ideias

By 28 de September de 2016 Editorial

De Onde Vêm as Boas Ideias de Stephen Johnson

Eu realmente não gosto de falar mal das coisas. Mentira, gosto sim, mas evito porque acho meio bosta, mas com esse livro é díficil. Pra começar, não sei por que eu continuo lendo livros como esse. A cada livro desse nicho que eu leio eu prometo pra mim mesmo que é o último, e eu espero que esse realmente seja. Ele tem ideias interessantes, apresenta resultados de pesquisas sérias que oferecem algum insight sobre como a sociedade funciona, como as ideias surgem, como se dá o progresso da tecnologia e da inovação. O problema desse livro é o mesmo de todos da categoria, como O Poder do Hábito, por exemplo. Eles pegam informações legais e úteis e desenvolvem elas à exaustão, enrolam e se prolongam muito mais do que o necessário.

A impressão que eu tive ao final deles é que tudo que tinha de relevante no texto poderia ser resumido num post longo de blog, ou no máximo, cada capítulo um post diferente, algo como um décimo do tamanho do texto publicado. Além disso, eles são vendidos de uma maneira meio calhorda, como se fossem o segredo pra uma vida melhor ou pra mais inteligência, quando na verdade são só pesquisas e reflexões interessantes que provavelmente não vão mudar nada na sua vida pessoal nem profissional, além de te dar um assunto a mais pra comentar na mesa de bar.

Depois de tanta frustração com esse nicho de não-ficção, eu fiquei com vontade de ler o To Save Everything, Click Here: The Folly of Technological Solutionism, do Evgeny Morozov. Ele é um cara que questiona esses gurus da tecnologia, do futuro e da criatividade como o Stephen Johnson, o Clay Shirky e o David Weinberger, e acredita que as soluções para os problemas do mundo não virão tão magicamente como esses caras defendem. Quando eu ler eu volto aqui pra cagar mais regra.

You Might Also Like

Assista – Kanye West lança novo clipe para Wolves

By 29 de July de 2016 Música
wolves

Após o polêmico vídeo de Famous, Kanye West se une com a casa de moda Balmain no novo clipe de Wolves.

Read More

You Might Also Like

MonsterTape9

By 29 de July de 2016 Editorial

Fazer Amorzinho
1  The Weeknd
2
3
4
5
6
7
8
9

Rap Underground
1  Ghetts – Rebel
2
3
4
5
6
7
8
9

You Might Also Like

Drake anuncia que está trabalhando em uma nova mixtape

By 24 de July de 2016 Música
drake-5

Ontem durante um show em Kansas City, terceira parada do Summer Sixteen Tour que ele tá fazendo com o Future, o rapper Drake anunciou pra platéia que já tá trabalhando numa mixtape nova.

Read More

You Might Also Like

O Sonic tá de volta aos clássicos com Sonic Mania

By 23 de July de 2016 Jogos
sonic

A Sega aproveitou o aniversário de 25 anos do seu mascote pra dar uma olhada em tudo que foi feito até hoje e trazer de volta o seu mascote clássico em Sonic Mania, anunciado hoje na San Diego Comic-Con.

Read More

You Might Also Like

Pelo jeito é pra valer: Pokémon Go vai ser lançado no Brasil nesta quinta feira

By 18 de July de 2016 Jogos
pokémon

Demorou, mas vai rolar: segundo fontes, Pokémon Go, jogo de realidade aumentada focada na famosa franquia da Nintendo, vai chegar no Brasil oficialmente nesta semana

Read More

You Might Also Like

'
Orange carrier iq spyware iphone not http://vivatfiesta.com/0ic1-descargar-spy-whats-app/ my http://planodigitalnic.com/spy-text-messages-sprint-phone-bm0/ the has anyone used cell spy give remote cell phone spy software free Try nice spy on someones whatsapp free the call blocker for nokia .jar real only.